Mandetta é ministro mais popular do governo; 76% rejeitam sua demissão


A atuação do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, frente à pandemia do novo coronavírus tem sido bem vista pelos brasileiros, segundo revelou pesquisa Atlas, divulgada nesta quarta-feira, 15. Os números mostram que 64% dos entrevistados veem como positivo o trabalho do chefe da pasta e 76% rejeitam sua demissão.

A pesquisa foi realizada com 2.000 brasileiros, entre domingo, 12, e terça-feira, 14, período em que a cresceu a tensão entre o ministro e o presidente Jair Bolsonaro, que já procura o substituto de Mandetta. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos e o índice de confiança é de 95%.

A avaliação positiva de Mandetta é respaldada também pela opinião de que 72% dos entrevistados concordam com medidas de isolamento social, de fechamento de lojas e de suspensão das aulas. Essa questão é a que mais desgasta a relação entre o ministro da Saúde, que defende a estratégia para evitar o colapso do sistema público de saúde, e Bolsonaro, amplamente contrário às restrições.

A maioria (41,9%) está com medo de pegar a covid-19 e mais de 86% temem pela vida de um amigo ou familiar.
Avaliação de Bolsonaro

De acordo com a pesquisa Atlas, a avaliação positiva do governo Bolsonaro está em queda: saiu de 29% em fevereiro para 23% em abril. Já a parcela da população que considera o governo como ruim/péssimo foi de 38% em fevereiro para 43% em abril.

O desempenho pessoal do presidente como chefe do Executivo é desaprovado por 58,2% dos entrevistados, ao passo que 37,6% aprovam sua postura.

O apoio a um possível processo de impeachment também vem timidamente se ampliando: em fevereiro, 38% concordavam com saída do presidente. Em março, índice chegou a 45%. Em abril, está em 46,5%.

Nenhum comentário:

Adbox