Temer e a festa da liberação de emendas


O governo de Michel Temer liberou em 23 dias de outubro, mês de votação da segunda denúncia, mais que o dobro do valor de emendas liberadas em agosto e setembro, diz o G1.

Dados da Consultoria de Orçamento da Câmara mostram que o empenho de emendas individuais saltou para R$ 687 milhões neste mês. Ele havia sido de R$ 138 milhões em agosto e R$ 273 milhões no mês passado.

“Empenho” significa que o Executivo está obrigado a desembolsar o valor da emenda até o ano seguinte.
Adbox