Ministro e quatro deputados deixam o PSB em meio ao processo de denúncia contra Temer


Recém exonerado do cargo de Ministro de Minas e Energia ,o deputado Fernando Bezerra Filho, entregou a carta de desfiliação ao PSB, nesta terça-feira. Quatro deputados federais também se desfiliaram do partido: Tereza Cristina, Danilo Forte, Fábio Garcia e Adilton Saqueti.

Com exceção de Saqueti, os desfiliados enfrentavam processo disciplinar no PSB por terem votado a favor da reforma trabalhista do governo Temer, enquanto o partido tinha fechado posição contrária.

Eles também contrariaram o PSB ao votar pelo arquivamento da primeira denúncia contra o presidente Michel Temer, A previsão era que o grupo fosse expulso do partido na próxima quinta-feira.

O atual líder da bancada, deputado Júlio Delgado, informou a contagem do PSB para a votaçãono plenário da denúncia contra Temer e os ministros Eliseu Padilha e Moreira Franco no Plenário, que ocorre nesta quarta-feira. Serão 26 parlamentares votando para que o STF investigue os três acusados.

Cinco deputados devem contrariar o partido e votar pelo arquivamento da denúncia . E os desfiliados devem votar a favor de Temer, incluindo o próprio ministro Fernando Bezerra Coelho. Ele foi exonerado para que retornasse à Câmara e votasse a favor de Temer. Até agora são 9 os ministros exonerados com essa estratégia.


Adbox