Arcoverde: empresários debatem segurança em reunião fechada no auditório da ACA


Uma reunião organizada por um grupo de empresários foi realizada na noite desta terça-feira (31) no auditório da Associação Comercial de Arcoverde – ACA, tendo como tema principal a violência e a questão da segurança pública no município, alvo de vários assaltos, crimes e roubos nos últimos meses.

Além dos empresários, estiveram presentes: a presidente da ACA, Rejane Maciel; a prefeita do município, Madalena Britto (PSB), o vice-prefeito Wellington Araújo; o padre Adilson Simões; o Major Alex, pelo 3º BPM e o comissário André Paulo, pela Polícia Civil. A reunião não teve convocação para a mídia local.

Apesar de ainda no final do ano passado a Câmara de Vereadores ter aprovado a criação de uma comissão, através de requerimento apresentado pela vereadora Célia Cardoso (PSB) no sentido de identificar os problemas, buscar soluções e definir uma pauta de ações para melhorar a segurança pública no município, nenhum parlamentar estava na reunião da ACA. No requerimento, apresentado em novembro de 2016, a vereadora ressaltava a importância de unir toda a sociedade em torno do problema e de suas soluções.

Após as mais variadas discussões, colocações da falta de estrutura das polícias e a necessidade de uma ação urgente para conter a crescente violência no município, várias propostas foram apresentadas e a prefeita do município acabou por anunciar o que já vinha sendo cobrado a muito tempo por alguns órgãos de imprensa, empresários, vereadores e a população, mas que somente agora, parece que resolveu agir: anunciou a criação da Guarda Municipal e da Secretaria da Mulher.

Sobre a Guarda Municipal, que deverá ser constituída através de concurso público, a prefeita disse que o Projeto de Lei já estava sendo preparado para ser enviado à Câmara de Vereadores para aprovação. A possibilidade da criação da Secretaria da Mulher, foi anunciada após o comissário André Paulo cobrar mais atenção a violência doméstica. Segundo ele, mais de 70% das ocorrências registradas na DP são desse tipo.

Os empresários sugeriram, entre outras ações para combater a violência e garantir a segurança da população, medidas como: a volta da patrulha dos bairros, instalação de câmeras nas ruas da cidade, circulação de viaturas da polícia no horário de fechamento do comércio, entre outras ações. Ficou certo ainda que o grupo irá se reunir mensalmente ou bi-mensalmente (?), mas que a próxima reunião aconteceria no dia 10 de março. No encontro foi definido a realização de uma rifa para ajudar o proprietário da “Calango Jóias”.

Uma reunião organizada por um grupo de empresários foi realizada na noite desta terça-feira (31) no auditório da Associação Comercial de Arcoverde – ACA, tendo como tema principal a violência e a questão da segurança pública no município, alvo de vários assaltos, crimes e roubos nos últimos meses.

Além dos empresários, estiveram presentes: a presidente da ACA, Rejane Maciel; a prefeita do município, Madalena Britto (PSB), o vice-prefeito Wellington Araújo; o padre Adilson Simões; o Major Alex, pelo 3º BPM e o comissário André Paulo, pela Polícia Civil. A reunião não teve convocação para a mídia local.

Apesar de ainda no final do ano passado a Câmara de Vereadores ter aprovado a criação de uma comissão, através de requerimento apresentado pela vereadora Célia Cardoso (PSB) no sentido de identificar os problemas, buscar soluções e definir uma pauta de ações para melhorar a segurança pública no município, nenhum parlamentar estava na reunião da ACA. No requerimento, apresentado em novembro de 2016, a vereadora ressaltava a importância de unir toda a sociedade em torno do problema e de suas soluções.

Após as mais variadas discussões, colocações da falta de estrutura das polícias e a necessidade de uma ação urgente para conter a crescente violência no município, várias propostas foram apresentadas e a prefeita do município acabou por anunciar o que já vinha sendo cobrado a muito tempo por alguns órgãos de imprensa, empresários, vereadores e a população, mas que somente agora, parece que resolveu agir: anunciou a criação da Guarda Municipal e da Secretaria da Mulher.

Sobre a Guarda Municipal, que deverá ser constituída através de concurso público, a prefeita disse que o Projeto de Lei já estava sendo preparado para ser enviado à Câmara de Vereadores para aprovação. A possibilidade da criação da Secretaria da Mulher, foi anunciada após o comissário André Paulo cobrar mais atenção a violência doméstica. Segundo ele, mais de 70% das ocorrências registradas na DP são desse tipo.

Os empresários sugeriram, entre outras ações para combater a violência e garantir a segurança da população, medidas como: a volta da patrulha dos bairros, instalação de câmeras nas ruas da cidade, circulação de viaturas da polícia no horário de fechamento do comércio, entre outras ações. Ficou certo ainda que o grupo irá se reunir mensalmente ou bi-mensalmente (?), mas que a próxima reunião aconteceria no dia 10 de março. No encontro foi definido a realização de uma rifa para ajudar o proprietário da “Calango Jóias”.
Adbox